Projeto Carnaúba Viva

25 maio 2016

Carnauba Viva_projeto

O PROJETO CARNAÚBA VIVA

O carro chefe da Organização Carnaúba Viva, seu mantenedor e maior motivo de sua sobrevida e sucesso tem sido o Projeto Carnaúba Viva, que nasceu paralelo à organização, Aproveitando uma necessidade da Petrobras, de revestir alguns de seus dutos, e o alto custo que têm com materiais industrializados, cuja comercialização não traz nenhum beneficio às comunidades da região onde são aplicados, sem contarmos com o prejuízo causado pelo furto do alumínio coincidentemente a esta necessidade e a criação do “Programa Petrobras Fome Zero” implantado pela Petrobras que incentiva a geração de renda, o voluntário deste programa e padrinho de Carnaúba Viva, o Sr. João Batista Dantas, viu a possibilidade de substituir as coberturas dos dutos pela palha de carnaúba impermeabilizada, baixando custos para a empresa e gerando renda para a população mais carente e juntamente com isso resgatar a cultura do artesanato com a palha de carnaúba, e implantando o desenvolvimento sustentável, servindo como estimulo a preservação da carnaúba de tanta importância para o equilíbrio ecológico da nossa região, barrando o atual quadro de devastação e servindo de base para um trabalho social, viabilizamos esta engrenagem, afim de tornar real este ideal, da qual, a Carnaúba Viva, comunga e é instrumento para sua realização.

 De inicio João Batista encomendou algumas esteiras a Grácia, 6 para ser mais exato, sem no entanto especificar no inicio qual seria seu fim, a primeira pessoa a tomar conhecimento desta idéia foi o gerente de construção e montagem da Petrobras do Ativo de Alto do Rodrigues o Sr. Vicente Pontes Pinheiro que acreditou e abraçou a idéia, tornando possível a sua execução, no dia da inauguração do Programa Petrobras Fome Zero nacional, onde o presidente Lula de Brasília através de um telão acionou a abertura do poço em Upanema/RN, João Batista telefonou para Dario e Grácia convidando-lhes para a inauguração e informando-lhes que em Upanema se encontravam muitas artesãs da esteira de palha de carnaúba, eles acreditando na idéia, foram, e lá em Upanema no Assentamento rural de Palheiros III, neste mesmos dia, teve inicio a formação do primeiro grupo produtivo de esteiras.
Após testes e aprovação da utilização da esteira impermeabilizada como proteção de isolante térmico das linhas de vapor da Petrobras e formado o primeiro grupo produtivo no assentamento rural Palheiros III em Upanema RN, onde hoje contamos com dois grupos produtivos além de outros nos municípios de Açu, São Rafael, Itajá, Mossoró, Apodí, Afonso Bezerra, Pendências e Macau no RN e Aracatí no CE, visando criar meios de melhorar a sobrevivência destas famílias e descobrir junto com elas formas adequadas de convivência com a seca, Posteriormente passamos a impermeabilizar as esteiras gerando renda para mais pessoas.

A plicação das esteiras no campo
Visamos também fazer um trabalho voltado para a valorização e preservação do meio ambiente, como auto-sustentação, consciência ecológica, reciclagem do lixo, total aproveitamento dos substratos da palha de carnaúba, produzindo papel artesanal plantio de espécimes de carnaúba nos lotes das famílias inscritas no projeto e criação de uma RESEX (Reserva Extrativista) de carnaúba e conservação do Bioma Caatinga nos Vales do Açu no RN e do Jaguaribe no CE.



Produtos em Destaque

Projetos

Melhor Parati

Projeto Melhor Parati

carnauba viva ong mr

Projeto Carnaúba Viva

logomarca Caatinga Viva P

Projeto Caatinga Viva